A fisionomia do corpo humano segundo a vontade do espírito - Por Oswaldo Reynaldo

Limpeza Psíquica
É sabido que cada corpo humano possui uma fisionomia diferente da do outro, e que a princípio expressam não só uma diferença, mas pressupõe-se que expressam a vontade de uma individualidade espiritual que está presente em cada ser humano que encontramos neste planeta Terra.

A mulher é intermediária entre a Terra e o Espaço para a encarnação dos espíritos.” Ana Luz

São tão variadas as formas destas fisionomias que nos leva a refletir de como cada espírito consegue processar a sua individualização de corpo humano, pois além do corpo gênero masculino, processa também o gênero feminino, que na sua aparente fragilidade, é um poderoso emissor de energia, pois traz no seu íntimo, todo um complemento capaz de dar formas ao "complexo humano" e alimenta-lo durante a vida, indicando-nos, que o corpo feminino não é só fisionomia, mas sim um corpo forte, completo e belo.
À medida que o corpo físico se desenvolve no útero materno, o espírito começa a se ligar a ele, gradativamente, a partir do terceiro mês de gestação, através de cordões fluídicos, porém assume o corpo físico por ocasião do nascimento.” Livro Racionalismo Cristão 45ª edição

Podemos também ir mais além e refletir que não é só na fortaleza feminina que a individualização esta presente, mas também nos corpos que apresentam desvantagens dos demais, por exemplo, os surdos, mudos, cegos, nanismo, ou com outras deficiências físicas congênitas.
As emoções estão ligadas aos sentimentos ... que gera um campo individualizado a ele ligado vibracionalmente denominado corpo fluídico, é através desse corpo fluídico que o espírito interagirá com seu corpo físico em formação.” Livro Racionalismo Cristão 45ª edição

Assim, podemos pressupor que estes também entram no mesmo contexto que expressam à vontade dos espíritos, portanto o espírito ao fazer opção por reencarnar num corpo com deficiência física, se deduz que esse espírito o engendra de acordo com o que a sua consciência ditar, para garantir a sua evolução durante a sua vivência individualizada nesse corpo humano.

Fisionomia... é o domínio da alma sobre o corpo” — Dr. Pinheiro Guedes (1842-1908)

Então, pode-se deduzir que este é um dos meios para o espírito pagar débitos espirituais atávicos, além de desenvolver ainda mais seus atributos e faculdades inatas ao espírito, prevalecendo assim a vontade individual de cada espírito.

“Quando um espírito encarnado não tiver mais erros a resgatar, portanto, não havendo mais necessidade de depuração, os sofrimentos desse espírito quase desaparecem.” Livro A Chave da Sabedoria – Fernando Faria

Deste modo pode-se observar que a vontade do espírito vem de encontro a uma solução que também lhe agrade, e resolva parte dos seus débitos espirituais atávicos, visto que uma encarnação não é mais do que um momento da vida espiritual, nesse caso, não se poderia zerar os seus débitos espirituais normalmente. Assim encarnando num corpo com deficiência física, nos leva a crer que o espírito tem o propósito de alavancar a sua evolução, portanto uma interessante vertente no processo evolutivo.

A fisionomia do corpo humano segundo a vontade do espírito
Por Oswaldo Reynaldo




Grande Foco! Vida do Universo! Aqui estamos a irradiar pensamentos às Forças Superiores para que a luz se faça em nosso espírito, e tenhamos consciência de nossos erros, a fim de evitá-los e nos fortalecer para praticar o bem.

Poderá gostar de conhecer: